Origem do Dia de Finados


O Dia dos Fiéis Defuntos, Dia dos Mortos ou Dia de Finados é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de Novembro.  Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava. Também o abade de Cluny, santo Odilon, em 998 pedia aos monges que orassem pelos mortos. Desde o século XI os Papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia aos mortos. No século XIII esse dia anual passa a ser comemorado em 2 de novembro, porque 1 de novembro é a Festa de Todos os Santos. A doutrina católica evoca algumas passagens bíblicas para fundamentar sua posição (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; MtII Macabeus 12,43-46), e se apóia em uma prática de quase dois mil anos. 12,32 e  Os Protestantes em geral, afirmam que a doutrina da Igreja Católica, que recomenda a oração pelos falecidos, é desprovida de fundamento bíblico. Segundo eles, a única referência a este tipo de prática estaria em II Macabeus 12,43-46. Porém os protestantes não reconhecem a canonicidade deste livro.  Os Protestantes observam o dia de Finados para copiar os católicos e para lembrar das coisas boas que os antepassados deixaram, como o legado de um caráter idôneo, por exemplo. No México é comemorada a festa do dia dos mortos, uma festa bem caracteríistica da cultura mexicana e que atrai muitos turistas. 
Fonte: Wikipedia
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

gbpsv.exe, remova esta desgraça de uma vez!

Provedor ADSL gratuito!

Mercado Revelado Grátis (Sem Senha)